Turma estuda como acontece a administração dos municípios 

O Brasil vivenciou o marco de período eleitoral nas últimas semanas. Em épocas assim, os cidadãos ficam mais atentos ao assunto. Com as crianças não é diferente. Seus questionamentos fazem com que a escola se torne um lugar onde elas conversam sobre o tema. Os alunos do 3º ano do Colégio Anglo Leonardo da Vinci, por exemplo, simularam a votação para prefeito e vereadores.

A escola tem um papel essencial na formação da cidadania e a ideia é que, em um espaço de pesquisa e diálogo, os estudantes tenham noção da função dos prefeitos, vereadores, secretários municipais e servidores públicos, do que é ser agente de transformação e do que é democracia. “A turma estudou como acontece a administração dos municípios a importância das eleições para decidir o futuro das cidades por mais quatro anos”, explica a professora Tatiane.

Para dar leveza ao projeto, levando em conta a faixa etária dos estudantes, a professora sugeriu a simulação de uma eleição na escola. Antes do dia da votação, as crianças discutiram em algumas aulas quais eram os problemas do município de Osasco que precisam da atenção dos administradores e quais seriam boas soluções para cada problema. 

“Logo depois, abrimos um período para os candidatos mandarem suas propostas e efetivarem suas candidaturas. Por duas semanas, tivemos um horário político nas aulas para os candidatos defenderem suas propostas e os eleitores os conhecerem”.

Assim, todas as crianças/eleitores puderam votar com consciência, já que tinham conhecimento das propostas. Segundo Tatiane, tanto no on-line quanto no presencial, as crianças participaram da votação por meio de um link que simulou a urna. “Conseguimos trabalhar a conscientização de forma lúdica e empolgante”, finaliza.